"Eu respirava naquelas salas, como um incenso, esse cheiro de velha biblioteca que vale todos os perfumes do mundo." Antoine de Saint-Exupéry

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

O TEMPO

Quantos tratados, compêndios, teses, ensaios, dissertações, poemas e romances – os sete volumes de À la recherche du temps perdu – com o propósito de se definir e precisar o tempo. E vem Anton Tchekov, com sua simplicidade e uma só frase, dizer-nos tudo o que basta e nos interessa: “O tempo vai passando sobre nós!”

3 comentários:

Anônimo disse...

Apoio-me na minha assertiva preferida: "O tempo destrói mundo". Parafraseando-o, para o bem e para o mal. Aquele abraço. T

Maria Muadiê disse...

Mayrant, o livro chegou! Fiquei muito feliz, vou correndo ler.
abraço,
Martha

wilson gorj disse...

o tempo passa
as coisas passam
nós passamos
a uva passa
tudo passa
só o tempo fica.

[resíduos - w.gorj]