"Eu respirava naquelas salas, como um incenso, esse cheiro de velha biblioteca que vale todos os perfumes do mundo." Antoine de Saint-Exupéry

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

LIMPO

Jamais havia se drogado, o que não o impediu, uma noite, de sair para jogar futebol de salão deixando os tênis em casa...

Miniconto de Nem mesmo os passarinhos tristes, inédito.
Pintura: Pelada de futebol, de Nerival Rodrigues.

4 comentários:

Hitch disse...

Eu não sei jogar. Daí, nem os tênis...Belo texto. Aquele abraço.

Mirdad disse...

Que imagem esquisita! Charadista...

colorado disse...

Lendo integralmente o texto, sem metafissíca. Quer dizer que jogar futsal sem tênis é entorpecente.

Silvestre Gavinha disse...

Que especial insinuação.
A verdade e a mentira, se encontram nas pequenas coisas.