"Eu respirava naquelas salas, como um incenso, esse cheiro de velha biblioteca que vale todos os perfumes do mundo." Antoine de Saint-Exupéry

quarta-feira, 27 de maio de 2009

E PRA BEBER?

NO INTERVALO, TALVEZ ALGUÉM SUSSURRE NO SEU OUVIDO: "Na verdade, só existe a direção que tomamos. O que poderia ter sido já não conta. Ninguém aceita essa moeda; nem eu." (Mario Benedetti)

3 comentários:

Lima disse...

Opa! Programação imperdível. Pra beber aceita-se o vale-poesia ou conto ou qualquer caco de literatura (de preferência cortante, afinal, estaremos no Rio Vermelho).

sandubadequeijo disse...

Li as Aventuras de Nicolau e Ricardo, detetives no Rascunho de Abril e achei demais.

Adorei a simplicidade e a cumplicidade dos personagens.

Vou acompanhar seu blogue de agora em diante.

Abraços.

Lima disse...

Mayrant, obrigado pela presença! Foi muito bom ver você e as meninas lá. Abração.