"Eu respirava naquelas salas, como um incenso, esse cheiro de velha biblioteca que vale todos os perfumes do mundo." Antoine de Saint-Exupéry

segunda-feira, 17 de maio de 2010

RENATA BELMONTE NA LEGIÃO

Como se não houvesse amanhã – coletânea de contos inspirados em 20 canções da Legião Urbana, organizada por Henrique Rodrigues. Cada autor pôde escolher uma música e, no fim, todos os discos foram contemplados na obra. Em alguns casos, o contista usa a música como trilha sonora para uma história; em outros (maioria), a letra é recontada por meio de uma nova ação. Infelizmente, a diversidade incorreu não apenas na narrativa, mas na qualidade dos textos. Enquanto alguns se destacam pela criatividade e fuga do óbvio, como “Tempo perdido” (de Tatiana Salem Levy) e “Por enquanto” (de Renata Belmonte), outros pecam pela ingenuidade ou por serem meros exercícios de demonstração de riqueza vocabular. Em comum, entre todos, um cheiro de perda, dor e tristeza. Astros predominantes no universo de Renato Russo.

por RAPHAEL PERRET, na Butuca Ligada.

4 comentários:

Lidi disse...

Adoro as músicas do Renato Russo e os contos da senhorita Belmonte. Nem preciso dizer que estou ansiosa para ler "Por enquanto". Um abraço, Mayrant. E parabéns a Renata pela publicação.

Por que você faz poema? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bleffe disse...

Participe da campanha "Música em troca de Fraldas", que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

Música em troca de Fraldas



Dia 23/05 tem Show do #Riounido, que visa ajudar às crianças desabrigadas pelas chuvas no RJ:

#RioUnido

Bípede Falante disse...

Que criativo e inspirador. Uma capa fantástica. Aposto que o livro deve ser o máximo.